Orações Prodigiosas

Print Friendly

Negar o poder da oração é como negar a força do pensamento, a sua capacidade vibrante, a sua vigência fundamental. O filho contém, naturalmente, aquelas virtudes que são da natureza do Pai Divino; e a inteligência não poderia existir, se a mente não fosse o seu fundamento. Pelo uso da mente, aplicada em condições de inteligência, com a devida direção, isto é, com o fim designado, tem-se como resultante a prova da função manipuladora de efeitos, ou daquela capacidade que Cristo chamou de poder criador, por derivação do Poder Divino ou do Pai. Ninguém jamais poderia eliminar Deus e o que deriva de Deus!

E o pensamento que tem origem na mente e vaza pela inteligência, é, no filho, uma das manifestações do Poder Divino. Honre-se cada qual como filho de Deus, pelo bom comportamento, quer individual, quer coletivo, e faça questão de aplicar bem o seu poder mental, a fim de ocasionar o seu bem e o bem do seu próximo.

A oração fornecida não tem o poder cabalístico; ela visa o que deve visar; isto é, dar orientação ao pensamento e facilitar a comunhão dos mesmos, quando agenciados coletivamente. Ela facilita a evasão, o fluxo, a direção e a aplicação das emanações fluido-energéticas, de que se valem os Guias Espirituais para produzir os benefícios necessários. Sem criar a condição mental, o campo vibratório indispensável, nada se deve esperar. O Cosmo não é força cega; pelo contrário, deriva de Deus, que é Onisciente, Onipresente e Onipotente, isto é, que é Fundamento Sagrado de tudo e de todos.

Sem a mente e sem a inteligência, a quem a vontade empresta feição dinâmica, para que serviriam o AMOR e a SABEDORIA? Observemos, pois, o quanto se deve atenção à força do pensamento, e, mais ainda, consideremos o que pode resultar de sua aplicação coletiva, bem conhecida e melhor aplicada.

 

1) Poesia a Deus: Como se o Princípio falasse em primeira pessoa ao filho

Eu Sou a Essência Absoluta, Sou Arquinatural,

Onisciente e Onipresente, Sou a Mente Universal,

Sou a Causa Originária, Sou o Pai Onipotente,

Sou Distinto e Sou o Todo, Eu Sou Ambivalente.

Estou Fora e Dentro, Estou em Cima e em Baixo,

Eu Sou o Todo e a Parte, Eu é que a tudo enfaixo,

Sendo a Divina Essência, Me Revelo também Criação,

E Respiro na Minha Obra, sendo o Todo e a Fração.

Estou em vossas profundezas, sempre a vos Manter,

Pois Sou a vossa Existência, a vossa Razão de Ser,

E Falo no vosso íntimo, e também no vosso exterior,

Estou no cérebro e no coração, porque Sou o Senhor.

Vinde pois a Meu Templo, retornai portanto a Mim,

Estou em vós e no Infinito, Sou Princípio e Sou Fim,

De Minha Mente sois filhos, vós sereis sempre deuses,

E, marchando para a Verdade, ruireis as vossas cruzes.

Não vos entregueis a mistérios, enigmas e rituais,

Eu quero Verdade e Virtude, nada de “ismos” que tais,

Que de Mim partem as Leis, e, quando nelas crescerdes,

Em Meus Fatos crescereis, para Minhas Glórias terdes.

Eu não Venho e não Vou, Eu sou o Eterno e o Presente,

Sempre Fui e Serei, em vós, a Essência Divina Patente,

A vossa presença é em Mim, e Quero-a plena e crescida,

Acima de simulacros, glorificando em Mim a Eterna Vida.

Abandonando os atrasados e mórbidos encaminhamentos,

Que lembram tempos idólatras e paganismos poeirentos,

Buscai a Mim no Templo Interior, em Virtude e Verdade,

E unidos a Mim tereis, em Mim, a Glória e a Liberdade.

Sempre Fui, Sou e Serei em vós a Fonte de Clemência,

Aguardando a vossa Santidade, na Integral Consciência,

Pois não quero formas e babugens, mas filhos conscientes,

Filhos colaboradores Meus, pela União de Nossas Mentes.

 

2) O Pai Nosso da Eternidade

Sagrado Princípio, Divino Espírito Emanador,

Pai Onisciente, Onipresente e Onipotente,

Cujas Leis Fundamentais resumem o Amor,

A Virtude Divina que embala eternamente.

Teu Sacro Nome é Santo por Essência,

Dispensa os conceitos de homem qualquer,

E quando o homem for bom, por decência,

Com o Amor triunfará, porque este é o Mister.

Teu Reino é Amor, Inteligência e Glória,

Em cada espírito está, nos seus fundamentos.

E para desabrochar, vive o homem sua história,

Como bem ensinam, todos os Testamentos.

Tua Vontade é Lei, acima de humanos conceitos,

Nem tarda nem falta, mas  oferece reparações,

E todos assim aprendem, e executam preceitos,

Sobem na Escala, e atingem Divinos Escalões.

Sendo acima de infernos e de humanos céus,

De tempos e locais, tão humanos e relativos,

A todos convida, para que deixem de ser labéus,

Desabrochem o Amor, e sejam da Glória cativos.

Teu pão é o Amor, e dele é feita a Vitória,

Porque o do mundo passa, é apenas peregrino,

E quem disto vem a saber, demanda à Glória,

Aquela união vibracional, o Sagrado Destino.

Em Tua Justiça a Harmonia tudo representa,

Com a dor e a tormenta, concita à reparação,

De cada qual faz o juiz, como a Lei sustenta,

Porque é da experiência, que surte a solução.

Há testes, não tentações… E há que triunfar,

E para todos conhecerem, enviaste Revelações,

Dizendo que o Reino, ninguém fora irá realizar.

Visto que estão no homem, as Divinas Equações.

Assim sejam, portanto, Tuas Leis cumpridas,

E Tuas centelhas, que foram de Ti emanadas,

Crescendo na Verdade, virão a ser unidas,

Verbos Teus serão, cumprindo Missões Sagradas.

 

3) Oração ao Princípio Sagrado

Sagrado Princípio do Universo!

Divina Causa de Todos os efeitos!

Infinitos são os Vossos poderes!

Integral a Vossa Ciência!

Dai-me o poder de refletir a Vossa Divina Vontade.

Concedei-me, Pai Divino, a delegação de ter poder sobre os espíritos malévolos.

Envolvei-me, ó Poder Infinito, em Vossas Graças e Virtudes para que minha vontade seja o reflexo de Vossa Divina Justiça.

Fazei de mim, Senhor Absoluto, um veículo de Vosso Infinito Amor, para aqueles que o merecerem!

 

4) O Pai Nosso da Maturidade

Pai Nosso, que sois o Céu, Espírito e Verdade e estais no imo de tudo e de todos.

Vosso nome é Santo, e por si mesmo o é, e Vossos filhos assim reconhecerão, porque a evolução a isso os conduzirá.

Vosso Reino é de Verdade, Amor e Virtude, e todos o realizarão no seu íntimo, por suas obras, pois não virá com mostras exteriores.

Vossa Vontade será feita, e Vossos filhos virão a ser Espírito e Verdade.

O Vosso Pão representa todas as Graças, e todas as graças rendemos, procurando distribuí-las aos nossos irmãos.

No Conhecimento, na Certeza e na Bondade, perdoar-nos-emos mutuamente e transformaremos a Terra na Apocalíptica Jerusalém Celestial, onde não haverá ignorantes, trevosos e sofredores.

Por serem Vossos o Reino, o Poder e a Glória, assim aconte-cerá, consoante anunciastes através dos profetas, Vossos servos.

 

5) Oração a Deus

Princípio Emanador, Pai Onipresente,

Senhor do Todo, e do Amor Onipotente,

Que a tudo Emanas, Sustentas e Destinas,

Através de leis Eternas, Perfeitas e Divinas.

A Ti rogamos, Princípio Todo-Poderoso,

Tuas Divinas Graças, de Pai Misericordioso,

Para que Teus Santos Espíritos, os Mensageiros,

De Tuas Divinas Bênçãos, se tornem despenseiros.

Despenseiros de Paz e de Saúde,

Ensinando a VERDADE, o AMOR e a VIRTUDE,

Para que cheios de Luzes, e mui conscientes,

Vivamos as Tuas Leis, Simples e Onipotentes.

Na dor, concede-nos a fortaleza,

E às duras provas, que vençamos com nobreza,

Para que, ressarcindo faltas, venhamos a progredir,

Até virmos a ser Cristo, no mais breve do porvir.

Senhor, tem piedade das fraquezas,

De nossas falhas, destas humanas incertezas,

Fazendo que Teus Mensageiros, em suas atuações,

Nos advirtam e ensinem, trazendo fartas consolações.

Na Tua Clemência, Pai Divino, aguardamos,

E o Teu Poder, para Teus Mensageiros rogamos,

Para, atraindo multidões, concitá-las à Tua Via,

À VERDADE QUE LIVRA, tendo o Teu Cristo por Guia.

Envia Santos Mensageiros, ó Deus,

Para todos conhecerem, e não haver labéus,

Pois ao Consolador confiaste Graças e Venturas.

O Amparo que Te rogamos, para todas as criaturas.

 

6) O Pai Nosso da Inteligência

Pai Nosso que és o Céu, Plenitude Divina Onipresente, Onisciente e Onipotente, Origem, Sustentação e Destinação, do Espírito e da Matéria, dos Mundos e das Humanidades;

Teu Nome é Santo, por si mesmo o é, acima de opções humanas, felizes ou não, e os Teus filhos, quando tiverem desabrochado as latentes Virtudes Divinas, e se tornado Espírito e Verdade, como Tu és, disso terão certeza;

Em Teu Reino Onipresente, Onisciente e Onipotente, vigoram a Verdade, o Amor e a Virtude, e, em função de Tuas Leis Eternas, Perfeitas e Imutáveis, Teus filhos desabrocharão as latentes Virtudes Divinas, e, como Unos Totais gozarão de Tuas Divinas Glórias, por ser essa a Sagrada Finalidade do Espírito;

Tua Vontade será feita, porque as relatividades de Tua Mesma Manifestação, entendam ou não os Teus filhos ainda inconscientes, tramitam no seio de Tua Absoluta Determinação;

Nem só de pão vive o homem, sobre a Terra, e oxalá ninguém se faça egoísta, usurpador ou cego de espírito, a ponto de, por sua culpa, terem outros de sofrer a miséria, a fome e a nudez;

Que Teus filhos, Sagrado Princípio, deixem de lado os estúpidos religiosismos e sectarismos, venham de fato a conhecer a Verdade e a praticar o Bem, e, assim, deixem de cometer tantos erros e crimes, pelos quais terão de responder, até o último ceitil;

Como em Tua Divina Onipresença prevalecem o Poder, a Justiça e a Glória, faze Senhor que Teus filhos assim reconheçam e vivam, para que a Terra venha a ser, em breve, aquela apocalíptica Jerusalém Celestial, livre de ignorâncias, crimes e sofrimentos;

Porque, Senhor, só assim a Tua Lei estará sendo vivida, o Teu Verbo Exemplar conhecido e imitado, e os Dons do Espírito Santo, Carismas ou Mediunidades, terão completa franquia para que tuas legiões angélicas ou mensageiras possam realmente desempenhar a tarefa consoladora, produzindo sinais, prodígios e curas maravilhosas.

 

7) Oração Crística

Sagrado Princípio do Universo, que em Ti mesmo crias, sustentas e destinas. Senhor do Infinito, das Leis, das vidas e das virtudes.

Sagrada Causa Primária, onde tudo é, movimenta e atinge a finalidade.

Pai Divino, Tu que és o Alicerce, o Esteio, a Luz e a Glória, guia nossos passos, para que a Lei seja o nosso Caminho, para que o Amor seja o nosso Pão Eterno, para que a Graça seja a nossa Consolação Imperecível.

Deus e Pai Nosso, que nos enviaste o Cristo Modelo, a fim de Batizar em Revelação. A Ti rogamos, Senhor, que ela se estenda sobre a Terra, porque, sendo ela a Tua Palavra, a todos advirta, ilustre e console.

Pai Santo, enche a Terra de verdadeiros e bons profetas ou médiuns, para que todos saibam das leis de Essência, Existência, Movimento, Evolução, Responsabilidade, Reencarnação, Revelação, Habitação Cósmica e Sagrada Finalidade a ser atingida.

Sagrado Princípio, faze que Teus Santos Espíritos Mensageiros infundam estes conhecimentos: que a Moral harmoniza e dignifica; que o Amor sublima e diviniza; que a Revelação adverte, ilustra e consola; que a Sabedoria confere autoridade; e que a Virtude sintetiza a união com a Tua Divina Vontade.

Princípio Sem Fim do Cosmos, impele-nos ao Conhecimento Perfeito, para que possamos saber certo, pensar bem, sentir amorosamente e praticar divinamente.

Como Tu és Espírito e Verdade, querendo que assim venham a se tornar os Teus filhos, a Ti rogamos, Pai Divino, as necessárias oportunidades de trabalho.

Afasta-nos, Senhor, de todas as idolatrias.

Livra-nos, Pai Santo, das tentações do mundo.

Dá-nos, Senhor, a força de lutar contra a iniqüidade.

Atrai-nos, Senhor, ao Reino da Verdade, do Amor e da Virtude, Reino que estando no seio dos mundos, das formas e das transições, está entretanto acima de mundos, formas e transições.

Dá-nos, Pai Divino, a Consciência da Unidade, a fim de que possamos sentir e viver as Harmonias do Infinito; e que, assim sendo, ó Pai Santo, venhamos a transformar a Terra na Jerusalém Celestial, Reino de Paz e Ventura, alijando para sempre, do mundo, a ignorância, a treva e a dor.

 

8) A Oração dos Divinistas

Peço-Te a Graça, Deus, de jamais propositalmente vir a ser pecador contra os DEZ MANDAMENTOS!

Peço-Te a Graça, ó Sagrado Princípio, de nunca propositalmente, vir a blasfemar contra os Dons do Espírito Santo, Carismas ou Mediunidades!

Peço-Te a Graça, ó Divina Causa Originária, de jamais nas minhas obras, negar os Divinos Exemplos de Jesus!

Peço-Te a Graça, Pai Divino, de jamais negligenciar perante as Divinas Promessas contidas nos capítulos 14, 19, 21 e 22, do Apocalipse, o Livro dos Eventos Porvindouros!

Peço-Te a Graça, ó Deus, de jamais duvidar dos Teus Santos Anjos, dos Mensageiros de Teus Ensinos e os Entregadores de Tuas Divinas Bênçãos!

Enfim, Senhor, peço-Te a Graça de nunca ser o traidor de mim mesmo, por negar Tua Existência, Teu Infinito Poder e o Sagrado Destino que reservas a Teus filhos!

 

 

9) Oração à Verdade

“Dá-me, Deus ou Pai Divino, o poder de conhecer e viver a Tua Doutrina; concede-me, Senhor, a Graça de ser um exemplo de conduta, apóstolo de Tua Soberana Vontade, a fim de contribuir para o triunfo da Verdade que diviniza.

Ponde, Senhor, no coração dos Teus Filhos o sentimento de respeito à Tua Lei, ao Cristo Modelo que Enviaste, e ao nobre cultivo dos Dons Espirituais, para que lhes não falte a consoladora comunicação dos Anjos ou Espíritos Mensageiros. Ponde nos seus corações o arrependimento dos desvios cometidos, e o desejo de trilhar a Doutrina da Verdade, do Amor e da Virtude.

Senhor, faze que entendam, de uma vez para sempre, que fazer da Verdade a Religião é a única maneira de evitar sofrimentos, é o único modo de Desabrochar o Deus Interno, as Latentes Virtudes Divinas, em menos tempo”.

 

10) Oração a Jesus Cristo

Jesus, Divino Amigo, Verbo do Eterno, a Ti rogamos a assistência das legiões mensageiras.

Síntese de todas as verdades, como Cristo Planetário, em Ti aprendemos as leis de Origem, Processo Evolutivo e Sagrada Finalidade.

Do estágio evolutivo em que nos encontramos, conside-ramos o que há para baixo, na escala evolutiva, rogando por aqueles que, através dos milênios, se encaminharão para o estado de consciência individual.

Igualmente o fazemos, Senhor Planetário, visualizando a consumação crística, a realização da Unidade, seguindo os rumos imortais de Tua orientação verdadeira, amorosa e justa, de Mestre Inconfundível.

No Teu Divino Exemplo, Jesus, reconhecemos o respeito que devemos aos Princípios Eternos, Perfeitos e Imutáveis do nosso Pai, o Sagrado Princípio do Todo.

Na Tua Ressurreição Espiritual, ó Divino Amigo, aprendemos a lição da ressurreição final de todos os filhos do Altíssimo.

No Teu Batismo de Revelação, Senhor, aprendemos a importância da Mensageiria Espiritual do Bem, cujos ensinamentos advertem, ilustram e consolam.

E rogamos, ó Jesus, ao Teu Sábio Ministério, que em toda a Humanidade se faça um novo e glorioso Pentecostes, a fim de que, aprendendo com os Teus Mensageiros, os homens se tornem bons filhos do Pai Divino e fiéis amigos de seus irmãos.

Ponha, ó Celeste Benfeitor, a noção de Responsabilidade na Consciência de Teus tutelados, para que se sintam juízes em causa própria, aprendendo a comandar seus pensamentos e atos.

Senhor, arranca de todas as Mentes as tendências sectárias, idólatras e pagãs, ritualistas e simuladoras, fazendo brotar nelas a Certeza da Verdade, do Amor e da Virtude, como sendo a que liberta o espírito.

Mestre dos mestres, infunda nas almas, Tuas irmãs, que ainda perambulam pelos planos inferiores da vida, o sentimento da Simplicidade, esse que faz reconhecer a igualdade perante as Leis de Deus, o Nosso Pai Comum.

Celeste Condutor, deposita em cada Coração uma gotícula de Amor, para que os mesmos procurem nas obras de Fraternidade o Caminho do Céu, abandonando de uma vez para sempre os religiosismos, que retardam a marcha evolutiva dos espíritos.

Cordeiro de Deus, faze que Teus irmãos reconheçam, na Criação Infinita, nos Mundos e nas Humanidades, o Templo Vivo do Criador, onde todos devemos viver em Estado de Oração.

Divino Amigo, ponha em todas as Consciências a chama da Verdade e da Virtude, para que sintam a importância da Liberdade.

 

11) A Oração dos Apóstolos

Sagrado Princípio, Deus ou Pai Onipresente, Onisciente e Onipotente. Sendo filho Teu, depositário de Tuas Virtudes Divinas, para desabrochá-las e tornar-me uno total, devo conhecer e viver Teus Ensinos e Tuas Graças. Dá-me forças, Pai Divino, a fim de que não fraqueje diante das dificuldades da vida, nem me torne orgulhoso, petulante ou arrogante, quando as passageiras fortunas do Mundo me estiverem bafejando.

Jesus, que viveste a Função de Cristo Modelar e Modelador, Exemplo de Comportamento e Derramador do Espírito de Dons e Sinais sobre toda a carne, de Ti aguardo a presença exemplificadora, custe o que custar, para que jamais permita eu, venha a VERDADE a se inclinar diante de quaisquer simulacros, sob pretextos quaisquer. Ajuda-me, Divino Modelo, para que Teu Exemplo seja o Evangelho de minha vida, e eu jamais me constitua pedra-de-tropeço no Caminho da Verdade.

Santos Anjos ou Espíritos Mensageiros. Assim como estivestes subindo e descendo sobre o Verbo Modelar e Modelador, produzindo aqueles grandiosos sinais e prodígios, aquelas maravilhosas curas, assim espero a vossa presença e o vosso auxílio, não segundo minha vontade, porém como seja por Deus designado, pois reconheço minhas relatividades, minhas falhas perante Sua Divina Justiça. Em qualquer circunstância, mereça mais, menos ou nada, agradeço vossa presença e inspiração, a fim de que eu trilhe o Caminho da Verdade, do Amor e da Virtude, que é a Essência do Evangelho, o caminho da Autodivinização, a gloriosa União Divina.

 

12) Divino Salmo

Deus é a minha Origem Divina;

Sua Impoluta Justiça é o meu escudo;

Seus Divinos Dons constituem minha divina graça;

Seus 10 Mandamentos constituem meu programa de vida;

Seus Santos Anjos são meus irmãos de jornada evolutiva;

Suas Verdades são minhas Verdades, filho que sou;

Seu Amor constitui minha tarefa santificante;

Suas Divinas Virtudes serão Virtudes do filho que sou;

Sua Sagrada Razão de Ser será também a minha.

 

13) Oração a Bezerra de Menezes: Indicada para Pedidos de Ordem Médica

Nós Te rogamos, Pai de Infinita Bondade e Justiça, as graças de Jesus Cristo, através de Bezerra de Menezes e suas legiões de companheiros. Que eles nos assistam, Senhor, consolando os aflitos, curando aqueles que se tornem merecedores, confortando aqueles que tiverem suas provas e expiações a passar, esclarecendo aos que desejarem conhecer a Verdade e assistindo a todos quantos apelam ao Teu Infinito Amor.

Jesus, Divino Portador da Graça e da Verdade, estende Tuas mãos dadivosas em socorro daqueles que Te reconhecem o Despenseiro Fiel e Prudente; faze-o, Divino Modelo, através de Tuas legiões consoladoras, de Teus Santos Espíritos, a fim de que a Fé se eleve, a Esperança aumente, a Bondade se expanda e o Amor triunfe sobre todas as coisas.

Bezerra de Menezes, Apóstolo do Bem e da Paz, amigo dos humildes e dos enfermos, movimenta as tuas falanges amigas em benefício daqueles que sofrem, sejam males físicos ou espirituais. Santos Espíritos, dignos obreiros do Senhor, derramai as graças e as curas sobre a humanidade sofredora, a fim de que as criaturas se tornem amigas da Paz e do Conhecimento, da Harmonia e do Perdão, semeando pelo mundo os Divinos Exemplos de Jesus Cristo.

 

14) Oração a Maria

Meiga filha do Eterno Pai, amparai aos que peregrinam os rincões inferiores da vida, para que neles aflore o desejo de Conhecimento, Certeza e Bondade, deixando de parte as idolatrias, os paganismos, os ritualismos e todas as formas inferiores de culto espiritual.

Anjo tutelar das legiões que socorrem nas trevas e nos lugares de dor, atendei ao clamor daqueles que, arrependidos, anseiam reencontrar o Caminho da Verdade que livra.

Doce Mensageira do Amor, derramai vossa ternura maternal sobre os corações aflitos, para que se elevem às alturas do trabalho redentor.

Senhora Eleita, inspirai o sentimento da Verdade, do Amor e da Virtude nos corações de todos aqueles que tendem aos desatinos do mundo, para que não desçam aos lugares de pranto e ranger dos dentes.

Levantai, ó Senhora, dos abismos tenebrosos, a todos quantos erraram  por causa dos fanatismos religiosos.

Intercedei, ó meiga estrela, por aqueles que, esquecidos da Lei e olvidados de Jesus Cristo, mergulharam nos lugares de sombra e de dor.

Ó ternura, ponde sentimento de pureza em todos os corações femininos, para que se convertam em verdadeiros anjos guardiães.

Sede a luz, ó Maria, daqueles olhos que não podem ver.

Amparai, ó Senhora, aos que fraquejam ao longo dos caminhos da vida.

Ouvi, ó Símbolo das Mães, a voz dos que não podem falar.

Enxugai a lágrima, ó meiga irmã, daqueles que padecem falta de misericórdia.

Dominadora de paixões, sede o anjo guardião, daqueles que temem resvalar nas vielas do pecado.

Consoladora dos aflitos, ungi com o Bálsamo do Amor aos que se encontram de coração angustiado.

Guiai os passos, ó doce amiga, dos que tendem a desanimar em face das torturas do mundo.

Depositai, ó Maria, em todos os corações, o sentimento de igualdade perante as leis que regem o Universo Infinito.

Conduzi ao pórtico da Verdade, ó candura, a quem se encontrar perambulando pelos caminhos da inverdade e do crime.

Envolvei com o vosso azulino manto, ó Maria, a todos aqueles que procuram as verdades eternas, perfeitas e imutáveis de Deus, através da Divina Modelagem de Jesus Cristo.

Apontai, ó luminosa estrela, ao Testamento da Moral, do Amor, da Revelação, da Sabedoria e da Virtude, para que todos os filhos do Altíssimo encontrem, de uma vez para sempre, os braços abertos do Divino Amigo.

 

15) Oração para a Fluidificação da Água

Peço a Deus, o Princípio Onipresente, Onisciente e Onipotente, e ao Cristo Planetário, forças para as Legiões Angélicas ou Mensageiras, para que possam lutar contra o Mal, em qualquer forma que se apresente, e vencê-lo.

Como não existe merecimento, fora do respeito à Verdade, ao Amor e à Virtude, prometo aplicar esforços no sentido de viver a Lei de Deus, compreender e imitar o Verbo Exemplar e cultivar nobremente os Dons do Espírito Santo, Carismas ou Mediunidades, sem os quais não pode haver a Consoladora Revelação.

Rogo a Deus, que enviou o Verbo Modelo, para entregar o Glorioso Pentecostes, ou Derrame de Dons Mediúnicos para toda a carne, para que a Humanidade tenha realmente dignos medianeiros, que dêem de graça o de graça recebido, nutrindo verdadeiro respeito à Doutrina do Caminho.

Como encarnado, sujeito a necessidades, doenças, dores, aflições, e também sujeito à morte física e responsabilidade perante a Justiça Divina, rogo o dom do bom discernimento espiritual, assim como rogo, para o corpo, as energias e os fluídos a serem depositados nesta água.

E como quem tanto necessita e roga, reconhecido agradeço a Deus, às Legiões Angélicas e Socorristas e ao meu Espírito Guia ou Anjo Guardião.

 

16) Oração a Maria Madalena

Sagrado Princípio, Deus ou Pai Divino, Origem, Sustentação e Destinação de tudo e de todos, o Espírito e a Matéria, as Leis Regentes Fundamentais e tudo quanto possa existir, conheçamos ou não, nós os Teus Filhos lotados na Terra.

Sabemos nós, Pai Divino, que na ordem dos Espíritos e dos Mundos, existem os mais e os menos evoluídos, pois embora sendo Uma a Origem e Uma a Finalidade, para tudo e todos vigora a Lei de Movimento, Evolução e Reintegração na Tua Unidade, ou Divindade, sendo esse o Sagrado Objetivo da Existência.

Somos conscientes, Pai Divino, Daqueles Verbos Teus, Comandantes de Galáxias, Grupos de Sistemas Planetários, Sistemas e Mundos, aonde Filhos Teus vivem, na carne e fora da carne, movimentam atividades e, assim, vão desabrochando Tuas Virtudes Divinas, das quais todos são depositários normais.

Sabemos, Pai Divino, que toda Humanidade Planetária tem o Seu Verbo Tutelar, o Seu Despenseiro Fiel e Prudente, o Elo Divino entre os Teus mais Elevados Comandos, e os Escalões Imediatos, aqueles que de mais perto assistem, aos que peregrinam a encarnação e os reinos espirituais menos elevados.

Pai Divino, é em virtude de tais conhecimentos, e inspirados por desejos de trabalho fraterno, no seio da Excelsa Doutrina do Caminho, que rogamos forças e oportunidades à Tua Serva Maria Madalena, a fim de que nos possa auxiliar, no seio de Tua Divina Justiça, por cima da qual ninguém jamais passará.

E a ti, Maria Madalena, imortal exemplo de arrependimento de erros cometidos, dedicação ao Verbo Encarnado e à Tarefa Evangelizadora, e modelo de renúncia aos bens mundanos, enviamos o nosso apelo fraterno, para que, no âmbito da Lei de Deus, do Cristo Exemplar e dos Dons do Espírito Santo, coopere na tarefa a que nos propusemos de, cada vez mais, conhecer a Verdade e praticar o Bem.

 

17) Oração dos Pretos Velhos: Indicada para Questões de Ordem Material

Ao Sagrado Princípio do Todo invocamos, do mais íntimo de nossa Consciência, em sinal de reverência à Verdade, ao Amor e à Virtude, propositando cooperar junto às Legiões de Pretos Velhos, Índios, Hindus e Caboclos, para os serviços que são chamados a desempenhar na Ordem Doutrinária.

Ao Cristo apelamos, como Diretor Planetário e Senhor dos Sete Escalões em que se distribui a Humanidade Terrestre, com-posta de encarnados e desencarnados, desejando oferecer cola-boração eficiente, de caráter fraterno, em defesa da Verdade e da Justiça, contra aqueles que, contrariando os Sagrados Objeti-vos da Vida, se entregam aos atos que contradizem a Lei de Deus.

Conscientes da integridade da Justiça Divina, afirmamos a mais fiel e intensa observância dos Mandamentos da Lei, conforme o Divino Exemplo do Verbo Exemplar, para todos os efeitos invocativos. Acima de alternativas constituirá barreira contra o Mal, em qualquer sentido em que se apresente, venha de onde vier, seja contra quem for, conquanto que, em defesa da Verdade, do Bem e do Bom.

Conseqüentemente, que aos bondosos Pretos Velhos seja dado refletir, em seus trabalhos, os sábios e santos desígnios daqueles que, traduzindo a Divina Tutela do Cristo Planetário, assim determinarem das Altas Esferas da Vida.

Que as legiões de Índios, simples, espontâneas e valorosas, sempre maravilhosamente ligadas à natureza exuberante, pos-sam agir sob a direção benévola e rigorosa dos Altos Mentores da Vida Planetária. Lutando pela Ordem e pelo Bem, pelo pro-gresso no seio do Amor, que tenham de Deus as graças devidas.

Que às numerosas legiões de Hindus, profundamente ligadas às mais remotas Civilizações do Planeta, formando portanto nas Altas Cortes da Hierarquia Terrestre, sejam concedidas pelo Senhor Planetário as devidas oportunidades, para que forcem, sustentem e imponham a Suprema Autoridade. Que nesta hora cíclica, em que a Terra transita de uma para outra Era, as Mentes humanas possam receber os eflúvios da Pureza e da Sabedoria, a fim de que sin-tam os Divinos Apelos do Cristo, em favor dos Santos Desígnios do Pai amantíssimo, que é a divinização de todos os filhos.

Que as legiões de Caboclos, humildes e bondosos, tão liga-das aos que peregrinam a encarnação, para efeito de expiações, missões e provas, a todos possam envolver, proteger e sustentar, desde que se esforcem a bem da Moral, do Amor, da Revelação, da Sabedoria e da Virtude, pois que, fora dessa Ordem Doutri-nária, não há Evangelho.

 

18) Oração de Francisco de Assis

Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz;

Onde houver ódio, que eu leve o amor;

Onde houver discórdia, que eu leve a união;

Onde houver dúvidas, que eu leve a fé;

Onde houver erros, que eu leve a verdade;

Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;

Onde houver desespero, que eu leve a esperança;

Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;

Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, fazei com que eu procure mais consolar,   que ser consolado;

Compreender, que ser compreendido;

Amar, que ser amado;   Pois é dando que se recebe;

É perdoando, que se é perdoado;

E é morrendo que se vive para a vida eterna.

 

19) Oração de Co-Criação de Kryon

Eu (teu nome)
tenho fé que o meu “Eu Superior” é sempre meu instantâneo,
constante e generoso supridor.

Eu …
tenho fé que o meu “Eu Superior” sempre abre os meus caminhos,
ainda que, humanamente, possa parecer que não existam meios.

Eu …
tenho fé que o meu “Eu Superior” guia sempre todos os meus projetos,
mantendo a minha saúde, felicidade e prosperidade.

Eu …
tenho fé que a minha paz interior está sempre segura com a ajuda do meu “Eu Superior”, que é o meu Eu mais elevado e a parte de Deus que está em mim.

Com licença do Grande Espírito, que tudo rege e tudo governa.
Com licença da Mãe Terra, justa, generosa e dadivosa.
Com licença dos Quatro Elementos, das Quatro Direções Magnéticas e de todos os Devas Supralumínicos, Eu … saúdo a todos e honro o fato de estar junto de vocês.

Com licença de todos os meus Guardas e Guias Espirituais
e da Grande Fraternidade Branca,
Eu … nesta hora e neste momento,
convoco todos os Seres de Luz que tutelam os meus caminhos,
para lhes pedir afeto, bondade, compreensão, ajuda, conselhos, informação, instrução, sabedoria, Luz, muita Luz, para que juntos possamos percorrer o caminho
que foi traçado por nós mesmos, nas mais altas regiões do Espírito.

Através de vocês, Amados Guias, Eu … dirijo-me à fonte criadora do Espírito:

Como ser multidimensional que sou,
Eu … afirmo que eu sou sagrado e mereço estar aqui na Terra,
para receber suas respostas, querido Espírito, meu magnífico sócio.
O que posso fazer para ser um melhor sócio seu?
O que quer que eu saiba?
O que deveria fazer agora? Onde deveria estar agora?
O que devo fazer para que aconteçam os eventos adequados na minha vida?
Dá-me as instruções para atuar, dá-me a sincronicidade no meu viver,
que me mostre as respostas, e eu lhe responderei
estando alerta para evitar acidentes na minha vida.

Eu … como ser multidimensional que sou,
festejo o meu compromisso de estar neste lugar,
pois eu vivo no Agora, tenho a minha paz, tenho a visão da totalidade e sei que as soluções estão esperando até que eu chegue no Agora,
pois ao planejar todas as provas que devia assumir nesta vida,
desde o mais profundo da minha sabedoria interdimensional,
eu criei todas as soluções, pois não há lugar dentro de mim
onde a criatividade não se manifeste.

Eu … como ser multidimensional que sou,
apago agora todos as cláusulas de todos os meus antigos contratos
e decreto agora a minha renúncia definitiva
a todas as crenças, implantadas ou não, que eu possa ter;
eu decreto agora a minha renúncia definitiva a todos os votos e decretos
que tenha pronunciado no passado, em qualquer tempo e em qualquer instante. Principalmente, eu renuncio a todos os votos de pobreza, doença, dor,
sofrimento, solidão emocional e vazio existencial.

Eu … renuncio todos esses votos e decreto que os libero definitivamente de mim, curando e limpando os registros kármicos de todos os meus processos evolutivos.

Assim mesmo, Eu… agora revogo e cancelo definitivamente qualquer possível permissão
que eu tenha podido outorgar – consciente ou inconscientemente – desde qualquer de meus estados de consciência espirituais, astrais, oníricos, emocionais ou mentais,
para que se tenha podido facilitar o alojamento – principalmente no meu corpo áurico, nas minhas envolturas astrais ou em qualquer de meus estados ou níveis de meu Ser –
de alguma entidade espiritual ou astral de qualquer índole ou origem ou de qualquer
forma-pensamento que tenham podido afetar o desempenho equilibrado
de meus centros energéticos físicos, sexuais, emocionais e espirituais.

Eu… agora decreto irrevogável e definitivamente a liberação definitiva
de qualquer entidade astral ou forma-pensamento que tenha podido alojar-se
em meu Ser e ordeno a sua retirada definitiva e permanente de todos meus estados
de consciência, sem que exista a mais remota possibilidade de que regressem de novo alguma vez, pois decreto que nunca mais permitirei que isso aconteça,
pois meu Eu Superior é o único que pode dar essa autorização.
Por tanto, nesta hora e neste momento eu te peço, meu Eu Superior,
que cancelemos qualquer permissão ou acesso a qualquer forma astral
ou de pensamento que possam chegar a afetar minha estabilidade física, sexual,
mental, emocional, astral e espiritual.

Eu … perdôo, curo e liberto tudo aquilo que, consciente ou inconscientemente,
possa retardar ou obstaculizar a completa evolução
de todos os níveis multidimensionais do meu ser.

Eu … como ser multidimensional que sou,
decreto agora a minha evolução pessoal e, portanto,
eu co-crio o meu futuro e co-crio a minha própria realidade,
pois sempre estou no lugar correto e no momento apropriado.

Em virtude disto, Eu … expresso agora a minha intenção
de ir onde tenha que ser levado, de acordo com o Plano Divino,
e peço que cheguem até mim, juntos e sem esforço,
somente os conhecimentos, as pessoas, as oportunidades e os recursos materiais necessários que me permitam manifestar a Vontade Divina nesta realidade física.

Que assim seja e assim é.

 

 

Tradutor

Traduzir para Espanhol Traduzir para Italiano Traduzir para Françês Traduzir para Inglês Traduzir para Alemão Traduzir para Japonês

Pesquisar no Site

Pessoas On-line

Top